Júri decide que Google não infringiu patentes da Oracle

quarta-feira, 23 de maio de 2012 17:22 BRT
 

Por Dan Levine

SAN FRANCISCO, 23 Mai (Reuters) - O Android, plataforma móvel do Google, não infringiu as patentes da Oracle, decidiu um júri da Califória, nos Estados Unidos, em um julgamento da disputa das duas gigantes do Vale do Silício sobre a tecnologia smartphone.

Como o mesmo júri não conseguiu unanimidade sobre alegações de direitos autorais antes, o veredito mais recente sobre as patentes encerra efetivamente por tempo indeterminado os questionamentos da Oracle pelos danos.

O veredito foi entregue nesta quarta-feira em uma corte federal em San Francisco e foi confirmado por um porta-voz do Google. Um advogado da Oracle se recusou a comentar a decisão.

Anteriormente, o júri concluiu que a Oracle provou a quebra de patente de parte do Java. Mas o júri não pode entrar em acordo por unanimidade se o Google poderia usar completamente este material.

A Oracle processou o Google em agosto de 2010, dizendo que o Android infringiu seus direitos de propriedade intelectual da linguagem de programação Java.