HP vai cortar cerca de 27 mil empregados, lucro cai 31%

quarta-feira, 23 de maio de 2012 19:06 BRT
 

Por Poornima Gupta

SAN FRANCISCO, 23 Mai (Reuters) - A HP disse nesta quarta-feira que demitirá cerca de 27 mil empregados ou por volta de 8 por cento de sua força de trabalho para impulsionar o crescimento da empresa. Com isso, suas ações disparou 11 por cento.

A companhia disse que as demissões serão realizadas por meio de aposentadorias antecipadas e gerarão economia anual de 3 bilhões de dólares a 3,5 bilhões de dólares a partir do final do ano fiscal de 2014.

A maior fabricante de computadores do mundo, que emprega mais de 300 mil pessoas globalmente, também anunciou nesta quarta-feira que teve um declínio de 30 por cento em seu lucro no segundo trimestre e uma queda de 3 por cento na receita no mesmo período, numa base comparativa anual.

Demissões "têm impacto negativo sobre as vidas das pessoas, mas nesse caso, têm importância absolutamente crítica para a saúde a longo prazo da empresa", disse a presidente-executiva da HP, Meg Whitman, num teleconferência com analistas.

A empresa será taxada em 1,7 bilhão de dólares no ano fiscal de 2012 devido às demissões.

A HP tem tentado se afastar da desordem interna que marcou 2011, incluindo a partida de dois presidentes-executivos.

Meg Whitman, uma executiva de longa data do Vale do Silício que assumiu o cargo de chefia da empresa em setembro passado, tem realizado esforços com o objetivo de fazer a companhia retornar ao crescimento.

A HP registrou lucro líquido de 1,59 bilhão de dólares, ou 0,80 dólar por ação, ante 2,3 bilhões de dólares, ou 1,05 dólar por ação, no mesmo período no ano anterior. A receita foi de 30,69 bilhões de dólares, representando uma queda de 3 por cento numa base comparativa anual.

Excluindo itens excepcionais, a HP disse que lucrou 0,98 dólar por ação, comparado com a estimativa média de analistas de 0,91 dólar por ação, de acordo com dados do Thomson Reuters I/B/E/S.