Nasdaq joga duro com clientes insatisfeitos sobre Facebook

sexta-feira, 1 de junho de 2012 11:42 BRT
 

Por John McCrank

NOVA YORK, 1 Jun (Reuters) - É uma lição básica de comunicação em tempo de crise para as grandes empresas norte-americanas: quando uma companhia falha em um evento de dimensões tão grandes quanto a oferta pública inicial de ações do Facebook, e aliena seus clientes, causando processos e investigações pelas autoridades regulatórias, seu presidente-executivo se desculpa e promete indenizações para corrigir os problemas. E com isso todos podem seguir adiante.

Mas não é assim que está agindo o Nasdaq OMX Group, cujos problemas de tecnologia e comunicação mancharam o IPO de 16 bilhões de dólares do Facebook, em 18 de maio.

De lá para cá, a bolsa pouco fez para conciliar seus clientes -alguns dos quais perderam dezenas de milhões de dólares devido aos problemas. Não houve pedido claro de desculpas. E apesar da raiva de muitos clientes, especialistas dizem que eles talvez não tenham alternativa a não ser continuar operando na bolsa.

E é isso que está acontecendo. Esta semana, o volume de transações da Nasdaq está acima da média mensal, e o preço de suas ações mostra pouca mudança, duas semanas depois dos problemas.

A Nasdaq, uma das apenas duas bolsas norte-americanas nas quais companhias podem listar suas ações, abriga algumas das ações de tecnologia mais conhecidas e negociadas, como as da Apple e Google, e vem disputando com a Bolsa de Valores de Nova York as emissões mais procuradas. A oferta pública inicial do Facebook foi vista como grande vitória para a organização.

Dada a falta de opções para os traders, a posição forte da Nasdaq reforça a confiança de investidores e analistas.

"Esperamos que o problema desapareça com o tempo", afirmou Chris Allen, analista da Evercore Partners, em nota a clientes.

Muitos dos clientes da Nasdaq discordam, porém. No primeiro dia de operações do Facebook, problemas técnicos privaram de informações os market makers, que facilitam as transações das corretoras e desempenham papel essencial para que ações sejam negociadas de maneira suave, deixando-os por horas sem dados quanto às transações concluídas.   Continuação...