EA cobrará US$50 ao ano por plataforma online de "Battlefield 3"

segunda-feira, 4 de junho de 2012 14:52 BRT
 

Por Liana B. Baker

4 Jun (Reuters) - A desenvolvedora de video games Electronic Arts introduzirá uma nova plataforma online oferecida pelo valor de 50 dólares ao ano para jogadores de "Battlefield 3", numa tentativa de impulsionar suas vendas online e ganhar espaço sobre seu maior rival, a Activision Blizzard, criadora do título "Call of Duty", de alta vendagem.

A Activision revelou sua própria plataforma de games no ano passado, "Call of Duty Elite Premium", que oferece a jogadores novos serviços online por 60 dólares ao ano. Ao contrário da Activision, que cobra seus usuários numa base mensal, o "Battlefield Premium" da EA exige de seus clientes pagamento adiantado.

Cobrar por partidas online está se tornando cada vez mais popular, já que desenvolvedoras de video games querem gerar uma fonte constante de receita paralela a vendas de discos de 60 dólares após lançar um grande jogo algumas vezes por ano e espremer o máximo de lucro possível de seus sucessos.

"Battlefield 3" vendeu mais de 15 milhões de unidades desde que foi lançado, no ano passado, tornando-se um dos jogos de vendagem mais rápida da empresa. A EA, que recentemente realizou uma grande aposta sobre um dos jogos mais caros da história, "Star Wars: The Old Republic", viu suas ações despencarem 36 por cento desde 1º de janeiro. A empresa disse que perdeu 400 mil jogadores de "Star Wars" no último trimestre.

Membros que pagarem a taxa de 50 dólares receberão privilégios online especiais, incluindo a habilidade de zerar suas estatísticas de jogos, além de vários itens especiais como dogtags e facas. Jogadores que comprarem o serviço em seu console Sony PlayStation 3 poderão jogar novas partes do jogo duas semanas antes dos compradores regulares.