EXCLUSIVO-Rede de celulares do Irã obteve tecnologia dos EUA

segunda-feira, 4 de junho de 2012 18:49 BRT
 

Por Steve Stecklow

WASHINGTON, 4 Jun (Reuters) - Uma rede iraniana de telefonia celular que tem tido rápido crescimento conseguiu obter sofisticados equipamentos para computadores de fabricação norte-americana, apesar de sanções proibirem a venda de tecnologia dos Estados Unidos ao Irã, mostram entrevistas e documentos.

A MTN Irancell, uma joint venture entre o sul-africano MTN Group e um consórcio controlado pelo governo iraniano, obteve equipamentos originalmente da Sun, HP e Cisco, mostram os documentos e entrevistas. A MTN tem participação de 49 por cento na joint venture mas forneceu o financiamento inicial.

A aquisição -realizada por meio de uma rede de empresas do setor tecnológico com operações no Irã e no Oriente Médio- oferece mais evidências das limitações das sanções econômicas dos Estados Unidos.

As sanções têm o objetivo de reprimir o programa nuclear iraniano, que Teerã afirma ter intenções pacíficas. Nenhuma empresa dos Estados Unidos tem permissão para vender bens ou serviços ao Irã, a menos que obtenha uma autorização especial, como por exemplo caso a transação tenha como fim auxílio humanitário.

Mas as forças dos EUA focaram em conter bancos iranianos, terorrismo, a indústria de petróleo iraniana, e indivíduos e empresas que as capitais ocidentais acreditam estarem envolvidos no programa de desenvolvimento nuclear de Teerã.

A Reuters noticiou em março e abril que a ZTE, uma fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações, vendeu ou concordou em entregar milhões de dólares em hardware e software norte-americano ao Irã desde 2010 apesar de uma proibição de longa data sobre a exportação de produtos tecnológicos para o Irã a partir dos Estados Unidos.

Os compradores foram a maior operadora de telecomunicações do país, a Telecommunication Co of Iran, e uma unidade do consórcio que a controla. O Departamento de Comércio dos EUA está investigando a questão.