Leilão de 4G arrecada R$2,93 bi com venda de 54 lotes

quarta-feira, 13 de junho de 2012 16:39 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 13 Jun (Reuters) - A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou nesta quarta-feira que a licitação das faixas de frequência destinadas à Internet móvel de quarta geração (4G) arrecadou 2,93 bilhões de reais.

O ágio médio do certame, contabilizado sobre o preço mínimo dos lotes negociados, de 2,23 bilhões de reais, foi de 31,3 por cento.

Dos cerca de 270 lotes totais, apenas 54 foram vendidos, segundo a Anatel. O restante não atraiu proponentes ou não teve renúncia de espectro por parte das companhias autorizadas. O preço mínimo de todos lotes do edital estipulado pela Anatel era de 3,85 bilhões de reais.

Na véspera, os quatro principais lotes totalizaram 2,56 bilhões de reais, com Claro, Oi, TIM e Vivo apresentando os melhores lances para operar na frequência a partir de 2,5 gigahertz (GHz) para cobertura nacional de 4G.

Os principais executivos das quatro companhias disseram que já conversam com fornecedores sobre o fornecimento de equipamentos para a tecnologia LTE, voltada 4G.

A Nokia Siemens anunciou em nota nesta quarta-feira a produção de equipamentos para redes móveis do 4G, com a produção começando já no terceiro trimestre deste ano.

OPERADORAS

A Claro, que inclui a Americel, foi a empresa que mais lotes adquiriu, num total de 20, contando lotes regionais mais a faixa de frequência nacional comprada por 844,5 milhões de reais. Somado ao restante, a empresa do grupo América Móvil terá que desembolsar um total de 988,3 milhões de reais.

A Oi comprou 12 lotes, incluindo a banda nacional, e desembolsará por todos eles cerca de 400 milhões de reais.   Continuação...