Telefonia móvel espanhola tem recorde de perda de clientes em abril

sexta-feira, 15 de junho de 2012 11:16 BRT
 

Por Clare Kane

MADRI, 15 Jun (Reuters) - As operadoras espanholas de telefonia móvel perderam um número recorde de assinantes em abril, quando as maiores perdas foram de Telefónica e Vodafone, que deixaram de subsidiar as vendas de celulares, informou a reguladora do setor espanhol.

Cerca de 380 mil clientes cancelaram a assinatura em abril, o terceiro mês consecutivo de queda, em função da austeridade que vem paralisando a Espanha, onde 25 por cento dos trabalhadores estão desempregados.

"Essa queda no setor de telefonia móvel vem sendo especialmente notável no segmento pré-pago, que perdeu 297.984 clientes", informou nesta sexta-feira a Comissão do Mercado das Telecomunicações.

As líderes Telefónica e Vodafone respondem por cerca de 70 por cento do mercado e saíram perdendo por terem escolhido a Espanha para testar um novo modelo de negócios, que prevê o fim dos subsídios para compra de celulares.

Os assinantes das duas operadoras já não recebem celulares de graça ou com desconto, e por isso muitos estão procurando outras companhias atrás de melhores condições.

A Movistar, a divisão de telefonia móvel da Telefónica, perdeu 1,6 milhão de assinantes em nove meses.

A Vodafone perdeu 367.327 clientes em abril, e a Movistar, 189.037. A Orange, da France Telecom, aumentou a carteira em 17.760 assinantes, em abril, enquanto a Yoigo ganhou 1.490 assinantes.

"Estamos crescendo e estou feliz por conseguirmos fazer isso em um ambiente difícil", disse o presidente-executivo da Orange na Espanha, Jean Marc Vignolles.

Os serviços de banda larga foram um dos pontos positivos para as empresas espanholas, com 25 mil novas assinaturas em abril, crescimento de 4 por cento em relação a um ano antes.