Base de telefonia celular tem pior maio desde 2000

terça-feira, 19 de junho de 2012 15:29 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 19 Jun (Reuters) - A base de linhas de telefonia celular do Brasil em maio cresceu 0,78 por cento na comparação com abril, no menor desempenho para o período desde 2000, mostraram dados divulgados nesta terça-feira pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O setor registrou adição de 1,97 milhão de linhas em maio, desacelerando sobre o crescimento mensal de 0,86 por cento registrado em abril. No mesmo período de 2011, a base havia crescido 1,16 por cento, ou em 2,5 milhões de novas habilitações.

Com o desempenho de maio, a base de telefonia celular do país alcançou 254,95 milhões de linhas totais ativas ante 215,02 milhões no mesmo período de 2011, segundo a agência.

Entre as operadoras celulares, a Claro teve 24,59 por cento de participação em maio ante 24,48 por cento no mês anterior. A fatia da Oi passou de 18,57 por cento para 18,59 por cento, na mesma base de comparação.

No sentido oposto, a TIM encerrou maio com 26,88 por cento, leve queda em relação à fatia de 26,89 por cento em abril. A Vivo também registrou recuo na participação de mercado, ao passar de 29,75 para 29,63 por cento.

A Anatel também informou que os terminais de terceira geração (3G) passaram de 54,27 milhões em abril para 56,39 milhões em maio.

(Por Juliana Schincariol)