Sony e Panasonic firmam cooperação para TVs OLED

segunda-feira, 25 de junho de 2012 11:22 BRT
 

TÓQUIO, 25 Jun (Reuters) - As produtoras rivais de televisores japonesas Sony e Panasonic anunciaram na segunda-feira que cooperarão na produção de aparelhos equipados com telas OLED (diodos orgânicos emissores de luz), na batalha contra as rivais sul-coreanas Samsung Electronics e LG Electronics pela liderança no mercado de TV de próxima geração.

A corrida pela liderança no segmento de TVs OLED, vistas como sucessoras dos modelos de telas de cristal líquido (LCD), dependerá da produção maciça de telas que permitirá preços que atraiam os consumidores para a nova tecnologia.

Sony e Panasonic anunciaram em comunicado que desenvolverão tecnologias para fabricar as telas e querem estabelecer um processo de produção em massa em 2013.

A Samsung e LG Electronics exibiram protótipos com telas OLED de 55 polegadas, que devem chegar ao mercado este ano por preço suposto de cerca de 10 mil dólares, ou quatro vezes mais que o custo de um modelo LCD equivalente.

Um executivo da LG Display, fabricante de telas planas na qual a LG detém 38 por cento de participação, havia declarado anteriormente à Reuters que um estudo interno indicava que os consumidores começariam a comprar televisores OLED quando seus preços caíssem para os 130 ou 140 por cento de um modelo LCD.

Os embarques de televisores OLED podem atingir 2,1 milhões de unidades em 2015, ante apenas 34 mil este ano, de acordo com o grupo de pesquisa IHS.

Sob ataque dos concorrentes sul-coreanos no segmento de TVs LCD, Sony e Panasonic têm chance melhor de concorrer no mercado de modelos de próxima geração caso combinem suas tecnologias e orçamentos de desenvolvimento para TVs OLED. Os prejuízos acumulados pela divisão de televisores da Sony chegam a 12 bilhões de dólares nos últimos 10 anos.

A Sony foi pioneira da tecnologia OLED, que oferece imagem mais nítida e não requer retroiluminação, vendendo o primeiro modelo OLED em 2007. Mas suspendeu a produção das telas de 2 mil dólares três anos mais tarde, em meio à recessão mundial. A empresa ainda fabrica modelos OLED com preços de até 26 mil dólares, para clientes especiais.

A Panasonic planeja investir 30 bilhões de ienes (373 milhões de dólares) em sua fábrica de Himeji, oeste do Japão, para testar a produção de painéis OLED, informou uma fonte setorial à Reuters no mês passado.

(Por Tim Kelly)