Queima de caixa da fabricante do BlackBerry pressiona companhia

segunda-feira, 25 de junho de 2012 16:54 BRT
 

Por Alastair Sharp

TORONTO, 25 Jun (Reuters) - Enquanto a Research In Motion se foca no lançamento da nova geração de BlackBerrys mais tarde neste ano, uma questão mais imediata para a companhia em dificuldades é se seu caixa durará até os novos celulares chegarem ao mercado.

A RIM já alertou que investidores devem esperar um prejuízo operacional quando ela divulgar seus resultados fiscais do primeiro trimestre na quinta-feira. Com isso em mente, o foco agora está em se a RIM, por meio de reduções de custos como resultado, principalmente, de cortes de postos de trabalho, pode comprar tempo suficiente para levar seus novos smartphones às mãos de consumidores.

"Só ligo para dinheiro. Essa é uma situação tensa, então o foco deveria estar no caixa", disse o analista Matthew Thornton, do Avian Securities em Boston.

"Se eles não estiverem cortando os custos operacionais em ritmo veloz o suficiente, então o dinheiro pode desaparecer rapidamente, e isso terá consequências para o papel e para a avaliação da empresa", disse.

A RIM não tem dívida, e tem aproximadamente 4 dólares por ação em dinheiro e investimentos, valor que crescerá neste trimestre, segundo o novo presidente-executivo, Thorsten Heins. Mas profissionais do mercado financeiro dizem que a RIM pode gastar esses 2,1 bilhões de dólares bastante rapidamente ao tentar endireitar o navio.

Se o caixa da empresa for reduzido a um ponto que prejudique suas operações, analistas dizem que a RIM pode ter de se endividar sob termos desfavoráveis, ou emitir ações diluidoras com desconto sob o preço atual, que já é baixo. Esses cenários apenas intensificariam a sensação de que a sobrevivência da RIM está em jogo.

O papel da RIM está oscilando próximo a mínimas em oito anos a cerca de 10 dólares, pouco mais do que o dobro do lucro por ação do último ano fiscal e uma fração dos seus dias de glória, em que a ação era negociada próximo a 150 dólares, em 2008.

Espera-se que a RIM divulgue prejuízo ajustado de 0,08 dólar por ação no primeiro trimestre de 2012, de acordo com a estimativa média de 37 analistas pesquisados pela Reuters. A receita deve ser de 3,15 bilhões de dólares, representando um declínio de 35 por cento ante o mesmo período no ano anterior.