Aliança com Microsoft e venda de rede são as opções da RIM

sexta-feira, 29 de junho de 2012 14:52 BRT
 

Por Nadia Damouni

NOVA YORK, 29 Jun (Reuters) - O Conselho da Research In Motion está sob forte pressão para considerar opções desagradáveis como a venda de seu negócio de rede ou uma aliança com a Microsoft após a fabricante do BlackBerry atrasar novamente o lançamento de smartphones da próxima geração, disseram três fontes familiares com a situação.

As ações da empresa canadense, que anunciou perdas operacionais acima do esperado no trimestre na quinta-feira, caíram 18 por cento nas negociações estendidas, diminuindo seu valor de mercado para 4,1 bilhões de dólares. O papel caiu cerca de 70 por cento no ano passado.

A RIM disse que o lançamento dos dispositivos Blackberry 10 foi adiado para início de 2013, um atraso de mais de um ano em relação ao prazo inicial prometido, porque o desenvolvimento do seu novo sistema operacional mostrou "consumir mais tempo que o previsto".

O presidente-executivo da RIM, Thorsten Heins -que substituiu os executivos Mike Lazaridis e Jim Balsillie em janeiro- iniciou uma estratégia de revisão em março que procura ligar a prosperidade da empresa com o sucesso do novo sistema operacional.

Mas o último revés aumentou a pressão sobre o conselho da RIM para explorar mais seriamente outras opções, incluindo medidas que equivaleriam a uma admissão de que sua estratégia é insustentável, disseram as fontes, que não quiseram ser identificadas.

Uma das opções seria que a RIM abandonasse seu sistema operacional próprio e adotasse o Windows 8, que ainda será lançado pela Microsoft. O presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, abordou a RIM logo após a saída de Balsillie, buscando uma parceria similar com a que já possui com a Nokia Oyj, disseram as fontes.

Nesse cenário, a RIM também poderia considerar que a Microsoft comprasse uma participação na empresa e financiar despesas com publicidade e outras, disseram as fontes. Porém, essa opção não é atrativa para a RIM, porque acabaria com a independência da empresa.

A Microsoft também estaria interessada nas patentes wireless da RIM, disseram as fontes.   Continuação...