Apple paga US$60 milhões em disputa por marca iPad na China

segunda-feira, 2 de julho de 2012 12:29 BRT
 

XANGAI, 2 Jul (Reuters) - A Apple pagou 60 milhões de dólares à Proview Technology para encerrar uma disputa quanto à marca registrada iPad na China, que envolveu a mais valiosa entre as empresas mundiais de tecnologia em uma prolongada batalha judicial contra uma companhia chinesa quase falida.

O processo prejudicou as vendas e retardou o lançamento do novo iPad na China. Antes do lançamento, a Proview solicitou às autoridades chinesas em diversas cidades a proibição da comercialização do iPad por revendedores.

O acordo, anunciado no site do tribunal de recursos da província de Guangdong, permitirá que a Apple continue a vender seu popular tablet em um dos mais importantes mercados mundiais, segundo analistas.

"O acordo é excelente notícia para a Apple. Permite que levem adiante seus negócios, deixando para trás as distrações. O novo iPad está tão atrasado no mercado da China que, se a demora se prolongar, a Apple pode sofrer novas perdas", disse Teck-Zhung Wong, analista da IDC em Pequim.

A Apple e a Proview Technology, subsidiária da Proview International Holdings, empresa cotada na bolsa de Hong Kong, estavam negociando um acordo desde que o tribunal conduziu uma audiência inicial em fevereiro, depois que a Apple recorreu de uma decisão adversa de uma instância inferior.

A Apple anunciou que adquiriu junto à Proview o direito à marca iPad em diversos países. A companhia chinesa, que no passado fabricava monitores, argumentou que a empresa norte-americano só havia negociado com uma de suas subsidiárias.

Um tribunal chinês decidiu que a Proview Technology detinha a marca iPad na China. A Proview, que registrou a marca em 2001, tentou abrir processo contra a Apple com relação ao caso nos Estados Unidos, em maio, mas sua queixa foi rejeitada.

Uma porta-voz da Apple, contatada na segunda-feira, não quis comentar.

O iPad domina o mercado chinês de tablets, com participação de mais de 70 por cento, mas o Lepad, da Lenovo, e o Galaxy Tab, da Samsung Electronics <005930.KS, vêm ganhando espaço.

(Por Melanie Lee e Samuel Shen)