Google faz oferta para resolver investigação antitruste da UE

segunda-feira, 2 de julho de 2012 15:10 BRT
 

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS, 2 Jul (Reuters) - O Google fez uma oferta para resolver acusações antitruste após reguladores da União Europeia que investigavam suas práticas de negócios emitirem um ultimato, num ato que pode evitar uma custosa multa.

O comissário de competição da UE, Joaquin Almunia, estabeleceu um prazo no início de julho para que a mais popular ferramenta de busca do mundo resolva as preocupações de mais de 12 concorrentes, incluindo a Microsoft, ou enfrente acusações formais.

"Nós fizemos uma proposta para lidar com as quatro áreas descritas pela Comissão Europeia como preocupações em potencial. Continuamos a trabalhar cooperativamente com a Comissão", disse o porta-voz do Google, Al Verney, em nota nesta segunda-feira.

Ele se negou a fornecer detalhes.

O porta-voz de Almunia, Antoine Colombani, confirmou que o órgão regulador da UE recebeu uma carta do presidente do Conselho Executivo do Google, Eric Schmidt, nesta segunda-feira em resposta ao comissário. Ele não apresentou detalhes.

Almunia identificou em maio quatro áreas de preocupação relacionadas às práticas de negócios após uma investigação de 18 meses.

Ele disse que o Google pode ter favorecido seus próprios serviços de busca sobre os de seus rivais e pode ter copiado resenhas de viagem e de restaurantes de sites competidores sem sua permissão.

Ele também disse que os acordos de publicidade da empresa com sites bloquearam concorrentes enquanto suas restrições contratuais podem impedir que anunciantes transfiram suas campanhas publicitárias para outras ferramentas de busca.