EUA negam pedido da Apple de veto imediato a smartphones da HTC

terça-feira, 3 de julho de 2012 15:13 BRT
 

WASHINGTON, 3 Jul (Reuters) - Um painel dos Estados Unidos indeferiu o pedido da Apple de proibir imediatamente a importação de alguns smartphones da HTC, por conta de acusações de que infrigem patentes da fabricante do iPhone.

A Comissão de Comércio Internacional, que trata de disputas de patentes em produtos importados, disse na segunda-feira que iria investigar as acusações da Apple de que a HTC enviava para os Estados Unidos smartphones que infringem patentes da Apple, mas que não iria emitir imediatamente uma ordem proibindo os aparelhos.

A CCI afirmou em em dezembro que alguns smartphones da HTC desrespeitavam uma patente da Apple que permite usuários clicarem sobre um número de telefone no corpo de e-mail para ligar automaticamente ou obter mais informações.

A Comissão emitiu uma ordem que bania os dispositivos do mercado norte-americano, fazendo as ações da HTC caírem em maio, quando a empresa afirmou que as vendas nos Estados Unidos de dois novos modelos -HTC One X e HTC EVO 4G LTE- seriam afetadas pela disputa.

A HTC disse em junho que tinha alterado os novos modelos e que eles não mais desrespeitavam a patente, mas a Apple não concordou e a acusou de não obedecer ao veto. A fabricante do iPhone então pediu à CCI que investigasse o caso e vetasse a entrada dos modelos nos EUA, entre eles HTC One X, Inspire 4G e Vivid.

A Apple não estava imediatamente disponível para comentar o assunto, e a HTC não quis se pronunciar sobra a decisão da CCI.

(Por Diane Bartz)