Vivendi testa interesse por Activision, dizem fontes

sexta-feira, 6 de julho de 2012 16:22 BRT
 

Por Sophie Sassard

LONDRES, 6 Jul (Reuters) - O conglomerado francês de telecomunicações Vivendi começou a testar o interesse de possíveis ofertantes pela sua empresa de video game Activision Blizzard, disseram cinco fontes próximas à situação nesta sexta-feira.

O grupo, cujo presidente-executivo Jean-Bernard Levy renunciou ao cargo no mês passado, está ansioso para provar que está tomando ações contra as preocupações sobre sua enorme dívida e a queda nos preços de ações.

A agência de classificação de risco Standard & Poor's colocou a empresa sob perspectiva negativa na quarta-feira, devido às incertezas sobre seu futuro.

"Não é nada oficial ainda, mas eles estão pedindo a um banco para ir e conversar com possíveis compradores da Activison", disse uma fonte próxima ao conselho da Vivendi.

Activision Blizzard é a maior editora de video game dos Estados Unidos em capitalização de mercado. A Vivendi detém 60 por cento de participação e a venda poderia ajudar o grupo francês a levantar até 10 bilhões de dólares, segundo as fontes.

Embora o processo formal ainda não tenha sido iniciado, profissionais do mercado próximos à Vivendi estão sondando empresas, incluindo a chinesa Tencent e as norte-americanas Time Warner e Microsoft, assim como as empresas de private equity KKR, Providence e Blackstone, disseram as fontes.

Microsoft e Time Warner não quiseram comentar, enquanto as outras quatro empresas não estavam imediatamente disponíveis.