Acordos de mídia e tecnologia podem surgir em conferência

sexta-feira, 6 de julho de 2012 16:39 BRT
 

Por Liana B. Baker e Lisa Richwine

6 Jul (Reuters) - Um novo sentimento de empolgação e empreendedorismo deve permear o ar montanhês de Idaho na semana que vem, quando magnatas de mídia e tecnologia chegam à remota cidade de Sun Valley para sua conferência anual, que em anos recentes tem sido tão pacata quanto a cidade a quem deve seu nome.

As mais recentes decisões tomadas pela News Corp, Vivendi e Liberty Media assinalam um cenário em transformação para oportunidades de adquirir ativos enquanto empresas da mídia exploram novas plataformas de entretenimento, uma economia lenta, desordem na Europa e as futuras eleições presidenciais dos Estados Unidos.

A conferência, que existe há 30 anos e é organizada pela empresa de investimentos Allen & Co, tem consistentemente atraído executivos poderosos e deu origem a grandes acordos como a aquisição de 19 bilhões de dólares da Cap Cities/ABC pela Disney em 1995. Entretanto, poucas transações importantes surgiram em Sun Valley em anos recentes.

Isso pode mudar no evento deste ano, que acontece de 10 a 14 de julho no Sun Valley Resort. Acontecimentos nas últimas semanas fizeram com que observadores do mercado prevejam que empresas da mídia abrirão mão de ainda mais ativos enquanto tentam atrair a atenção de consumidores e exploram opções de entretenimento.

Grande atenção será dada a quem dialoga com investidores e chefes de private equity que devem comparecer, incluindo Marc Andreessen do Andreessen Horowitz LLC e Henry Kravis do Kohlberg Kravis Roberts & Co.

Outros titãs da mídia cujos jatos particulares devem engarrafar o aeroporto da cidade incluem o presidente-executivo da Disney, Bob Iger, a rainha de talk show que se tornou executiva da televisão, Oprah Winfrey, e o presidente-executivo da Time Warner, Jeff Bewkes, de acordo com uma lista de participantes obtida pela Reuters.

No setor de tecnologia, convidados incluem o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, o presidente-executivo da Amazon, Jeff Bezos, os executivos do Google Sergey Brin, Eric Schmidt e Larry Page e o presidente-executivo do Netflix, Reed Hastings.