Microsoft reformula Office e incorpora computação em nuvem

segunda-feira, 16 de julho de 2012 19:08 BRT
 

Por Edwin Chan

SAN FRANCISCO, 16 Jul (Reuters) - A Microsoft revelou nesta segunda-feira uma nova versão de sua suíte Office voltada para aparelhos sensíveis ao toque (touchscreen), na mais recente reformulação do software do qual a maior parte de seu lucro depende.

A nova versão do Office, elogiada pelo presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, como a edição mais ambiciosa até agora, tem uma interface mais fina e elegante, desenhada para ser utilizada com o sistema operacional Windows 8, que ainda não foi lançado.

O software faz uso de computação em nuvem ao armazenar documentos e configurações na Internet por definição, e é compatível com telas sensíveis ao toque utilizadas amplamente por tablets. Ele também incorpora o Skype, o serviço de chamadas em vídeo comprado pela Microsoft por 8,5 bilhões de dólares em 2011.

A mais recente versão do Office surge enquanto a Apple e o Google criam iniciativas voltadas para o ambiente de trabalho, há muito o domínio da Microsoft. O Office é a maior fonte de lucro da Microsoft.

"O Office sobre o qual falaremos e que mostraremos hoje é a primeira versão do Office que foi criada a partir do zero para ser um serviço", disse Ballmer numa coletiva de imprensa. "Essa é a versão mais ambiciosa que já fizemos".

Muito depende da 15a versão do Office. O Windows é uma das maiores plataformas de computação do mundo, e os aplicativos do Office -- Word, Excel, PowerPoint e outras ferramentas -- são usadas por mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo.