Corte nos EUA conclui que Kodak não infringiu patentes da Apple

segunda-feira, 23 de julho de 2012 14:55 BRT
 

WASHINGTON, 23 Jul (Reuters) - Uma corte de apelação concluiu nesta segunda-feira que a Eastman Kodak não infringiu uma patente da Apple para câmeras digitais, três dias após a antiga gigante da fotografia, em concordata, ter sofrido um grande revés em outro processo sobre patente contra a Apple.

A Corte de Apelação do Circuito Federal confirmou nesta segunda-feira a decisão de julho da Comissão do Comércio Internacional dos Estados Unidos de que a Kodak não desrespeitou patentes da Apple para câmeras digitais e softwares relacionados.

Apple e Kodak vêm se enfrentando em brigas judiciais por patentes para criação de imagens digitais, como outras companhias têm feito por patentes para a fabricação de smartphones.

Na sexta-feira, a Kodak perdeu um processo na Comissão do Comércio Internacional dos EUA que tinha aberto contra Apple e Research In Motion, fabricante do BlackBerry, o que pode anular os esforços para levantar dinheiro vendendo patentes durante a concordata. A Kodak planeja recorrer.

A fabricante pediu concordata em 19 de janeiro e, após a decisão de sexta-feira, pode ter dificuldades de vender mais de 1,1 mil patentes de imagens digitais --quase 10 por cento da carteira-- para ajudar a pagar os credores enquanto muda o foco para revelação.

A Kodak prevê que a audiência sobre as patentes será no começo de agosto.

(Por Diane Bartz)