AT&T traça perspectiva mais fraca para serviços corporativos

terça-feira, 24 de julho de 2012 16:43 BRT
 

Por Sinead Carew

24 Jul (Reuters) - A AT&T reduziu suas estimativas para serviços corporativos este ano, o que fazia as ações da empresa recuarem em 3 por cento, apesar do lucro trimestral melhor que o esperado após a companhia reduzir custos com a migração de clientes para smartphones como o iPhone, da Apple.

Depois de impulsionarem as ações da AT&T em mais de 17 por cento este ano até agora, investidores recuaram nesta terça-feira por incertezas econômicas e projeções de que a companhia não será capaz de sustentar as fortes margens de lucro de serviços sem fio quando a Apple lançar seu próximo iPhone, o que deve ocorrer no quarto trimestre.

A companhia não espera mais que as receitas vindas de serviços corporativos retomem o crescimento este ano, em função da economia fraca. O vice-presidente financeiro da AT&T, John Stephens, não revelou para quando espera recuperação do crescimento, visto que as empresas estão "muito cautelosas" quanto a gastos.

"Ainda estamos otimistas sobre nosso negócio de telefonia fixa e acreditamos particularmente que nossas receitas corporativas serão positivas no futuro. Deve levar apenas um pouco mais de tempo", disse o executivo a analistas em teleconferência.

A receita da AT&T vinda de serviços corporativos caiu 1,5 por cento no segundo trimestre, para 9,1 bilhões de dólares.

O lucro da AT&T subiu para 3,9 bilhões de dólares, ou 0,66 dólar por ação, ante 3,59 bilhões de dólares, ou 0,60 dólar por papel, um ano antes. O resultado ficou acima das expectativas de analistas, de 0,63 dólar por ação.