Dois processos contra a Zynga depois de colapso de ações

quarta-feira, 1 de agosto de 2012 12:20 BRT
 

A Zynga é alvo de dois processos de acionistas que acusam a criadora do FarmVille de não alertar sobre declínios no número de usuários e no crescimento de sua receita antes de anunciar resultados desastrosos que causaram colapso no preço de suas ações, uma semana atrás.

Dois escritórios de advocacia da Califórnia abriram processos solicitando o status de ação coletiva para as queixas de acionistas da Zynga, esta semana, acusando a empresa por supostamente ocultar ameaças ao seu negócio e ao crescimento de seu faturamento, como mudanças na plataforma do Facebook que facilitam aos usuários encontrar jogos criados por rivais.

A gigante dos jogos sociais responsável por diversos dos jogos mais populares do Facebook, como 'Máfia Wars', na semana passada chocou Wall Street ao anunciar resultados trimestrais muito inferiores às expectativas e reduzir sua projeção de receita para 2012.

Suas ações despencaram em 42 por cento, para a marca mais baixa na história da empresa, e os analistas rebaixaram suas recomendações sobre a companhia.

"A Zynga ofereceu orientação enganosa ou deixou de revelar fatos materiais adversos sobre seu negócio, operações e perspectivas de crescimento", de acordo com o processo aberto na segunda-feira pelo escritório Kessler Topaz Meltzer & Check.

Os resultados da Zynga também prejudicaram o Facebook, porque a maior rede social depende da Zynga para cerca de 15 por cento de sua receita.

O processo acusa a Zynga de ocultar declínios no número de usuários e nas vendas de bens virtuais - como vacas em 'FarmVille' -, sua fonte primária de receita. Um segundo processo apresentado na terça-feira pelo escritório Robbins, Geller, Rudman and Dowd ecoa muitas das alegações.

A Zynga se recusou a comentar.

A companhia fundada por Mark Pincus estava entre as empresas de Internet de rápido crescimento, como o Groupon, que abriram seu capital em 2011 em meio a grande entusiasmo dos investidores mas perderam boa parte de seu valor de mercado posteriormente, quando Wall Street começou a questionar a sustentabilidade de seu ritmo de crescimento.

As ações da Zynga caíram em dois por cento e fecharam a 2,95 dólares na terça-feira, muito abaixo dos 10 dólares de seu preço de oferta inicial, em dezembro.

(Reportagem de Gerry Shih)