Menor crescimento no Brasil pressiona lucro da Telecom Italia

quinta-feira, 2 de agosto de 2012 07:30 BRT
 

MILÃO, 2 Ago (Reuters) - A Telecom Italia manteve os planos de pagamento de dividendos e redução de dívida após ter anunciado nesta quinta-feira uma queda no lucro principal do primeiro semestre por causa da recessão na Itália e do menor crescimento no Brasil.

O lucro principal da operadora, medidos pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização), caiu para 5,86 bilhões de euros (7,21 bilhões de dólares) no primeiro semestre, levemente baixo do consenso entre analistas de 5,91 bilhões de euros.

O corte de dividendos ficou bem provável após a espanhola Telefónica, maior acionista da Telecom Italia, ter decidido no mês passado não remunerar os acionistas pela primeira vez desde a década de 1930.

"A macroeconomia e as condições financeiras não devem melhorar nos próximos meses na Itália ou na América Latina, mas isso não deve ameaçar nossos objetivos, principalmente a redução de dívida", afirmou o presidente de conselho da Telecom Italia, Franco Bernabe.

Bernabe disse que os os resultados prévios mostraram "a sustentabilidade de nossa política de dividendos".

Analistas ressaltaram os fracos resultados das unidades no Brasil e na Argentina, países onde o crescimento diminuiu, somado ainda o maior declínio das vendas de celulares na Itália no segundo trimestre por causa da piora da economia local.

A TIM Participações teve lucro líquido de 346,8 milhões de reais no segundo trimestre de 2012, um pouco abaixo dos 350 milhões de reais registrados um ano antes.

(Por Danilo Masoni)