MP do Paraná investiga Oi, Vivo e Claro por qualidade de serviço

quarta-feira, 8 de agosto de 2012 08:39 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 8 Ago (Reuters) - O Ministério Público do Paraná instaurou na terça-feira um inquérito civil contra as operadoras de telecomunicações Oi, Vivo e Claro, para investigar a qualidade do serviço prestado por elas, um dia após ter pedido a suspensão da venda de linhas da TIM à Justiça.

O inquérito será conduzido pela Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, informou o MP paranaense. "O objetivo é apurar se as empresas cumprem, no Paraná, o plano geral de metas e qualidade definido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)", afirmou o MP em comunicado.

Em uma fase inicial, as três empresas e a própria Anatel serão acionadas para apresentarem esclarecimentos à promotoria. Representantes do MP não estavam imediatamente disponíveis para detalhar o assunto.

Na segunda-feira, o MP paranaense entrou com pedido na Justiça para nova suspensão das vendas da TIM no Estado, exigindo que a companhia cumpra metas de qualidade da Anatel.

Em julho, a autarquia divulgou um pacote de sanções e exigências contra operadoras de telefonia móvel, em meio a crescentes reclamações sobre a má qualidade do serviço prestado a clientes.

TIM, Oi e Claro tiveram vendas suspensas em vários Estados, mas o bloqueio foi suspenso pela Anatel na semana passada após as empresas terem apresentado um plano de ação à agência reguladora.

(Por Sérgio Spagnuolo)