Cisco não voltará a brilhar, mas resultados não devem decepcionar

segunda-feira, 13 de agosto de 2012 14:03 BRT
 

Por Nicola Leske

13 Ago (Reuters) - Os resultados trimestrais da Cisco Systems podem não renovar o minguante caso de amor de Wall Street pela fabricante de equipamentos de rede, mas, para investidores que buscam um relacionamento estável e previsível, a companhia não deve decepcionar.

"O quarto trimestre é tipicamente o mais forte da Cisco, mas deve apenas ficar estável na comparação anual", disse Tim Long, analista da BMO Capital Markets, em nota a clientes. "A Cisco tem operado muito melhor no final do período e está fazendo um sólido trabalho de gerenciar o que está sob seu controle."

Analistas, em média, esperam lucro por ação de 0,45 dólar e receita de 11,61 bilhões de dólares quando a Cisco divulgar seus resultados do quarto trimestre fiscal na quarta-feira.

A empresa, fundada em 1984, tem cumprido suas promessas desde que lançou um grande programa de reestruturação há pouco mais de um ano, incluindo cortes de empregos e economia de custos para tornar a empresa mais enxuta e eficiente.

A companhia sediada na Califórnia surpreendeu investidores há três meses, quando o presidente-executivo, John Chambers, alertou que as condições macroeconômicas na Europa poderiam afetar os gastos com tecnologia.

Alguns analistas disseram à época que os gastos com tecnologia podem voltar a crescer na segunda metade do ano, como aconteceu em 2011.

Quanto à previsão para o ano fiscal de 2013, a Cisco deve permanecer cautelosa sobre a Europa e gastos do governo federal, o que deve constar nas expectativas e no preço da ação, segundo analistas.

As ações da Cisco ganharam quase 26 por cento nos últimos 12 meses, mas apresentam desvalorização de 2,1 por cento este ano até agora, após fecharem a sexta-feira a 17,47 dólares.