Best Buy corta meta de lucro após nova queda nas vendas

terça-feira, 21 de agosto de 2012 12:27 BRT
 

21 Ago (Reuters) - A Best Buy suspendeu a recompra de ações para este ano e cortou nesta terça-feira a previsão de lucro para o ano fiscal, alegando menores expectativas de vendas no mercado como um todo e incerteza sobre o lançamento de produtos importantes.

A varejista norte-americana teve resultado trimestral abaixo das previsões de Wall Street, o que aumenta o desafio para o novo presidente-executivo, Hubert Joly, de recuperar a maior rede de produtos eletrônicos do mundo, cujas ações chegaram a cair 10 por cento na pré-abertura da Bolsa de Nova York após os resultados saírem.

A companhia nomeou Joly para o cargo na segunda-feira.

As vendas no conceito "mesmas lojas" tiveram a oitava queda nos nove últimos trimestres, e a Best Buy prevê não atualizar novamente suas previsões de resultado para este ano.

Uma safra ruim de produtos e economia mundial em dificuldades afetaram a indústria de eletrônicos em geral. Fora isso, a Best Buy sofreu com a concorrência de lojas online e de desconto.

Especialistas dizem que a Best Buy virou uma mera vitrine para varejistas online como Amazon.com, porque consumidores iriam às lojas para testar produtos --como TVs de alta definição-- e depois os compram em outros lugares por menos.

Em junho, a Best Buy declarou como prioridade acabar com a exposição de produtos nas lojas.

As vendas em lojas abertas há pelo menos 14 meses caíram 3,2 por cento no segundo trimestre fiscal, encerrado em 4 de agosto, incluindo uma queda de 1,6 por cento na unidade dos Estados Unidos e de 8,2 por cento fora do país.

O lucro líquido caiu para 12 milhões de dólares, ou 0,04 dólar por ação, ante 150 milhões de dólares, 0,39 dólar por ação, um antes.   Continuação...