Fatia da Apple em smartphones na China despenca no 2º trimestre

sexta-feira, 24 de agosto de 2012 10:15 BRT
 

HONG KONG (Reuters) - A fatia da Apple no mercado chinês de celulares inteligentes caiu quase à metade no segundo trimestre, para 10 por cento, depois que compradores optaram por esperar pelo novo modelo do iPhone ou decidiram trocar de marca, de acordo com dados do grupo de pesquisa IDC publicados nesta sexta-feira.

A China, segundo maior mercado para a Apple, deve superar os Estados Unidos como maior mercado mundial de celulares inteligentes em 2012, com a demanda estimulada pelos generosos subsídios que as três principais operadoras de telefonia móvel oferecem à compra de celulares.

Pela primeira vez, as vendas de celulares inteligentes na China superaram os de modelos de preço intermediário, no segundo trimestre, com as marcas locais Lenovo Group e ZTE derrubando a Apple da segunda para a quarta posição, de acordo com os dados da IDC.

O total de celulares inteligentes vendidos no segundo trimestre foi de 44 milhões, o que responde por 51 por cento dos embarques totais de 87 milhões de celulares no mercado chinês, segundo a IDC.

"Há dois fatores em ação", disse TZ Wong, analista da IDC, em referência à queda da fatia de mercado e da participação da Apple no ranking. "Um é sazonal: as pessoas sabem que o novo modelo está para chegar. E o segundo é que as alternativas estão se tornando muito mais atraentes do que eram um ano atrás. O iPhone não mudou muito no último ano."

A Samsung Electronics, da Coreia do Sul, reteve a liderança no mercado chinês de celulares inteligentes, com 19 por cento de participação, ainda que tenha registrado queda ante os 21 por cento do trimestre anterior, de acordo com a IDC.

A Lenovo, segunda maior fabricante mundial de computadores pessoais e responsável pelo LePhone, subiu ao segundo posto e ampliou sua participação no mercado chinês a 11 por cento, ante menos de 10 por cento no primeiro trimestre, quando detinha o sétimo posto. A rival local Huawei Technologies ficou em quinto.

Dados do Gartner, outro grupo de pesquisa, mostram que a fatia de mercado da Apple caiu a 12 por cento no segundo trimestre ante 17 por cento no trimestre anterior, ainda que a empresa tenha mantido a segunda posição, de acordo com relatório da Nomura Securities.