Com baixo volume, índices dos EUA fecham praticamente estáveis

terça-feira, 28 de agosto de 2012 18:40 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 28 Ago (Reuters) - As ações norte-americanas fecharam praticamente estáveis em mais um pregão de pouca atividade nesta terça-feira, após dados econômicos mistos darem a investidores motivos reduzidos para transferir o foco do discurso de sexta-feira do chairman do Federal Reserve, banco central norte-americano, Ben Bernanke.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,17 por cento, para 13.102 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve variação negativa de 0,08 por cento, para 1.409 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,13 por cento, para 3.077 pontos.

O chairman do Fed deve discursar em uma conferência de banqueiros centrais em Jackson Hole, Wyoming, e pode anunciar novas medidas para incentivar o crescimento.

Embora se espere que Bernanke mantenha vivas as expectativas de uma terceira rodada de compra de bônus pelo Fed, ou "quantitative easing", ele pode não saciar a curiosidade do mercado a respeito do momento em que esses novos estímulos terão início.

O volume desta terça-feira esteve entre os mais baixos no ano, após o pregão da segunda-feira registrar o menor número de negociações em 2012. Agosto habitualmente é um mês mais lento, e investidores adotaram uma postura especialmente cautelosa à espera do discurso de Bernanke.

"Não acho que você possa analisar em profundidade o que está acontecendo no mercado agora", disse o co-gestor do FAM Value Fund John Fox. "Como nada está acontecendo, todos estão esperando o discurso na sexta-feira".

Os mais recentes sinais de desaceleração na economia global fizeram crescer as expectativas de mais estímulos de bancos centrais. O Japão reduziu sua avaliação sobre seu crescimento econômico, citando uma contração nas demandas norte-americana e chinesa por exportações japonesas.

A confiança do consumidor norte-americano, por sua vez, sofreu enfraquecimento inesperado em agosto, para seu menor nível em nove meses, com os cidadãos assumindo uma posição mais pessimista em relação às perspectivas de curto prazo, de acordo com o grupo industrial Conference Board.