Sharp cortará 2 mil empregos no Japão, 5 mil no mundo

terça-feira, 28 de agosto de 2012 10:46 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A fabricante de televisores Sharp anunciou nesta terça-feira que oferecerá pacotes de demissão voluntária para até 2 mil trabalhadores no Japão, como parte de um plano para reduzir em 10 por cento sua força de trabalho global para diminuir custos.

O incentivo vale a partir de 1o de novembro e durará por duas semanas. A previsão é de que custe 27 bilhões de ienes (343,23 milhões de dólares), ou cerca de 13,5 milhões de ienes por funcionário, disse a companhia em comunicado, nesta terça-feira.

A Sharp, que quer reduzir sua força de trabalho em 5 mil funcionários, está recorrendo aos cortes pela primeira vez em mais de 60 anos, em um momento em que tenta superar perdas que drenaram caixa e deixaram a empresa dependente de recursos de seus principais bancos, Mizuho Financial Group e Mitsubishi UFJ Financial Group.

Além das 2 mil demissões, outros 1,3 mil funcionários serão removidos da folha de pagamento da Sharp depois que a empresa vendeu a maior parte de sua fábrica de painéis de TV em Sakai, oeste do Japão, para a Hon Hai, de Taiwan, e outros investidores.

Outros 1,1 mil empregos serão cortados no exterior até 31 de março, disse a companhia, e o restante via fechamento de vagas.