Facebook atinge nova mínima após cortes de meta de preços

sexta-feira, 31 de agosto de 2012 15:42 BRT
 

31 Ago (Reuters) - As ações do Facebook recuavam pouco mais de 5 por cento para uma nova mínima nesta sexta-feira, após corretoras reduzirem seus preços-alvo para o papel da empresa, afirmando que a expiração do prazo de várias proibições de vendas que ocorrerão no ano que vem derrubarão a ação.

Os primeiros investidores receberam o sinal verde para a venda de ações do Facebook em 16 de agosto, o que levou o papel a uma baixa de 6,3 por cento e gerou cortes dos preços-alvo das corretoras.

Cerca de 243 milhões de ações serão disponibilizadas para negociações a partir de meados de outubro. Neste período, o dia em que mais papéis serão disponibilizados será 14 de novembro, quando mais de 1,2 bilhão de ações entrarão no mercado.

Atualmente, 628 milhões de ações do Facebook circulam nos mercados de capitais.

"Esperamos que a atenção dos investidores se volte para os aspectos fundamentais após os desafios técnicos representados pelas expirações de proibições de vendas ao longo dos próximos seis meses terem sido absorvidos pelo papel", escreveram analistas do BMO Capital Markets em relatório.

Eles adicionaram que o sentimento de Wall Street em relação ao Facebook é, hoje, muito pior do que o sentimento dos anunciantes.

A corretora reduziu sua meta de preço em 10 dólares para 15 dólares, 60 por cento abaixo do preço de estreia da ação, em 18 de maio.

A ação do Facebook caía 5,07 por cento a 18,12 dólares às 15h38 (horário de Brasília) na Nasdaq.

(Reportagem de Sayantani Ghosh)