Menino é condenado em julgamento do "assassinato do Facebook"

segunda-feira, 3 de setembro de 2012 12:08 BRT
 

ARNHEM, Holanda (Reuters) - Um menino holandês de 15 anos de idade foi condenado a um ano de detenção juvenil nesta segunda-feira por esfaquear até a morte uma menina cujas mensagens no Facebook supostamente motivaram o acerto de um contrato para a morte dela.

O caso, conhecido na Holanda como "o assassinato do Facebook", provocou um amplo debate sobre o papel da rede social em crimes violentos. O tribunal disse que o menino não conhecia a vítima e que tinha assassinado a menina "a pedido e instruções de outros".

A imprensa holandesa informou que a jovem de 15 anos de idade, identificada nos documentos judiciais como Winsie, brigou por semanas com dois contatos da rede social antes de eles supostamente pedirem ao réu, de 14 anos na época, para matar a menina.

Segundo a mídia, o menino recebeu uma proposta de 1.000 euros para cometer o crime.

"Eu não estou feliz com um ano pela vida da minha filha", disse o pai da vítima fora do tribunal. "Mas isso é o que diz a lei."