Samsung enfrenta desafio para fidelizar clientes de smartphones

quinta-feira, 6 de setembro de 2012 15:29 BRT
 

Por Jeremy Wagstaff

6 Set (Reuters) - A Samsung construiu liderança mundial no segmento de celulares, mas num mercado instável a empresa parece mais vulnerável do que sua rival Apple por conta da ausência de um "ecossistema" --softwares, serviços, conteúdo e suporte ao cliente-- para fidelizar seus clientes.

"Eles precisam abandonar essa mentalidade de apenas vender o aparelho às pessoas", disse a diretora administrativa de celulares baseada em Singapura da consultoria Canalys, Rachel Langford. "Eles precisam abraçar a ideia de que eles não são mais apenas uma produtora de hardware".

O padrão de ecossistema foi estabelecido pela Apple: oferecer a usuários de celulares programas e conteúdo para download --como o iTunes para música e a App Store para programas-- que são melhor, e frequentemente apenas, acessíveis por meio de produtos da Apple.

Isso prende os usuários à Apple e faz com que seja mais provável que eles comprem mais um aparelho da empresa --um usuário de iPhone comprando um iPad, por exemplo.

"A maior façanha da Apple, além do design de seu aparelho, foi o desenvolvimento de um ecossistema", disse o analista Scott Bicheno, da Strategy Analytics no Reino Unido.

Embora os esforços da Apple para disponibilizar certos serviços em algumas partes do mundo foram lentos --a companhia apresentou apenas recentemente a iTunes Store em boa parte da Ásia, nove anos após o lançamento do serviço nos Estados Unidos--, ela ainda está à frente de seus rivais.

Os esforços da Samsung para construir algo semelhante foram, no melhor dos casos, hesitantes.

A versão mais recente do Music Hub, um serviço que combina música para download e streaming, só está disponível para usuários de seu novo celular topo de linha, o Galaxy S III. As resenhas iniciais do produto foram mistas.   Continuação...