Alcatel se reorganiza em busca de cortes de custos

segunda-feira, 10 de setembro de 2012 19:19 BRT
 

PARIS, 10 Set (Reuters) - A fabricante francesa de equipamentos de telecomunicações Alcatel-Lucent afirmou nesta segunda-feira que vai iniciar uma reestruturação para centralizar os departamentos de compras, vendas e marketing e rearranjar sua administração, como parte de um plano de corte de custos de 1,25 bilhão de euros anunciado em julho.

O grupo, que enfrenta alto consumo de caixa e falta de escala ante as rivais Ericsson e Huawei, emitiu um alerta de resultado e registrou prejuízo no segundo trimestre após gastos menores de operadoras de telecomunicações, suas clientes.

A companhia informou nesta segunda-feira que voltaria suas quatro principais unidades de negócios para um modelo de organização global, eliminando a anterior estrutura regional. Além disso, a partir de janeiro de 2013, a Alcatel-Lucent vai contar com um comitê-executivo de seis membros ante 12 atualmente.

A empresa não forneceu detalhes sobre onde os 5 mil cortes de empregos previstos no plano vão ocorrer e uma porta-voz disse que informações adicionais serão divulgadas antes do fim do mês.

Sindicatos na França, onde 9.500 empregos, ou 12,5 por cento da força de trabalho de 76 mil pessoas da companhia está localizada, estão alarmados sobre os cortes e têm realizado reuniões com ministros para buscar ajuda do governo do recém-eleito presidente socialista, François Hollande.

O presidente-executivo da Alcatel, Ben Verywaayen, está entrando em seu quarto ano no comando de uma empresa formada a partir de uma fusão ocorrida em 2006. Apesar de seus esforços em reduzir linhas de produtos e cortar 1 bilhão de euros em custos para melhorar lucratividade e geração de caixa, o valor de mercado da companhia encolheu para 2 bilhões de euros, uma queda de 93 por cento em relação aos níveis anteriores à fusão.

(Por Leila Abboud e Gwenaelle Barzic)