Juiz manda Twitter entregar mensagens de manifestante de NY

terça-feira, 11 de setembro de 2012 15:04 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O Twitter precisa entregar mensagens de um manifestante do movimento Ocupe Wall Street (OWS) a promotores de Manhattan até sexta-feira sob pena de enfrentar processo por desobediência civil e pagamento de multa pesada, afirmou um juiz da cidade de Nova York nesta terça-feira.

O juiz Matthew Sciarrino afirmou a um advogado que representa o Twitter que a companhia de mídia social teve 73 dias para cumprir sua decisão de 30 de junho que ordena a empresa a entregar quase três meses de tuítes de Malcolm Harris. O membro do OWS foi preso durante uma grande passeata realizada na ponte do Brooklyn em outubro passado.

"Vocês têm até sexta-feira para resolver qualquer desobediência potencial", disse Sciarrino à Terryl Brown, advogado que representou o Twitter. O juiz afirmou que se a companhia não cumprir a ordem, ele vai considerar os balanços financeiros do Twitter dos últimos dois trimestres para determinar a multa apropriada.

A promotoria do distrito de Manhattan está querendo a informação para rebater a defesa de Harris de que a polícia conduziu a passeata para a via antes de começar a prender pessoas por perturbação da ordem e por impedir o tráfego de veículos. Advogados de outros acusados entre centenas de presos em 30 de outubro na ponte reproduziram a afirmação.

Os promotores afirmam que os tuítes, que não estão mais disponíveis online, podem demonstrar que Harris sabia que a polícia disse aos manifestantes para não ocuparem o leito da via.