Presidente do Facebook admite decepção após IPO

terça-feira, 11 de setembro de 2012 19:18 BRT
 

SAN FRANCISCO, 11 Set (Reuters) - O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, admitiu que está desapontado com o desempenho declinante do preço da ação de sua companhia desde que a maior rede social do mundo abriu seu capital em maio, mas disse que investidores não compreendem completamente o potencial de crescimento do segmento móvel da empresa.

O co-fundador de 28 anos de idade parecia confiante em sua primeira aparição pública desde a tumultuada oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês), seguida de uma queda de quase 50 por cento no preço do papel.

Nesta terça-feira, a expectativa antes do pronunciamento de Zuckerberg ajudou a ação a subir de 3 por cento no after-market para mais de 20 dólares, somando-se a um ganho de 3,3 por cento em negociações regulares.

Vestido com uma camiseta cinza e jeans, Zuckerberg admitiu que a queda no preço da ação não está ajudando no ânimo da equipe, mas destacou que ainda acha que é um bom momento para se juntar à companhia e "aumentar as apostas".

"Não é como se essa fosse a primeira oscilação pela qual passamos", disse Zuckerberg a uma conferência em San Francisco.

O Facebook tornou-se a primeira companhia norte-americana a estrear nos mercados de capitais com um valor de mais de 100 bilhões de dólares. Mas a empresa perdeu mais de metade de seu valor de mercado enquanto investidores preocupam-se com possível lentidão no crescimento.

A ação da companhia fechou a 19,43 dólares nesta terça-feira, bem abaixo de seu preço de IPO, de 38 dólares. O papel avançou para mais de 20 dólares no after-market.

(Reportagem de Alexei Oreskovic e Gerry Shih)