Nintendo Wii U chega às lojas dos EUA em 18/11 por US$300

quinta-feira, 13 de setembro de 2012 14:23 BRT
 

NOVA YORK/TÓQUIO, 13 Set (Reuters) - O Nintendo Wii U chegará às lojas dos Estados Unidos em 18 de novembro por pouco menos de 300 dólares. A criadora do Super Mario quer retomar a liderança em videogames, que perdeu para a Sony e Microsoft, e tenta se proteger da Apple e outras fabricantes de tablets e smartphones.

A nova versão do console que surpreendeu o mercado seis anos atrás vem com um gravador de vídeo digital que permitirá que os usuários vejam e gravem programas de TV.

Executivos da Nintendo disseram que o aparelho receberá vídeos via stream da Netflix, Amazon.com, You Tube e Hulu. Também terá controladores com tela de toque, o que o deixa bem mais caro do que os consoles rivais.

A Nintendo vai lançar o sucessor do Wii na temporada de compras de fim de ano para enfrentar o PlayStation 3, da Sony, e o Xbox 360, da Microsoft, cujos preços iniciais são de 250 e 200 dólares, respectivamente.

O Wii original se tornou o console de videogames mais vendido do mundo pouco depois do lançamento, em 2006, com controladores dotados de sensores de movimento e uma série de títulos de software que atraíam usuários dos jogadores de videogames tradicionais.

O sucesso do novo modelo, que resultou na venda de 100 milhões de máquinas para a Nintendo, está se desgastando. No segundo trimestre, as vendas do Wii caíram em mais de 50 por cento, a 710 mil unidades, ante 1,56 milhão no mesmo período do ano passado período em 2011.

O primeiro novo console da Nintendo em seis anos conta com dois controladores, conhecidos como GamePads, com jeito de tablet, e vem equipado com uma função de rede social para videogames chamada Miiverse. Será a primeira máquina da companhia em 16 anos a ser lançada com um título especial da série Super Mario.

Além do modelo básico com oito gigabytes de memória e preço de 299,99 dólares, a Nintendo venderá uma versão deluxe com 32 gigas de memória, por 349,99 dólares nos Estados Unidos.

(Por Malathi Nayak e Tim Kelly)