iPhone 5, da Apple, faz sucesso apesar de críticas a mapas

sexta-feira, 21 de setembro de 2012 18:03 BRT
 

Por Poornima Gupta e Peter Schwartzstein

SAN FRANCISCO/LONDRES, 21 Set (Reuters) - Fãs da Apple fizeram fila ao longo de quarteirões em todo o mundo nesta sexta-feira para adquirir o novo iPhone 5, indicando uma forte temporada de férias para a fabricante de eletrônicos de consumo apesar de críticas ao aplicativo de mapeamento do novo smartphone.

O iPhone 5 --mais fino, mais leve e com uma tela de 4 polegadas-- começou a ser vendido em lojas nos Estados Unidos, na Europa, na Ásia e na Austrália, com operadoras registrando demanda recorde que provavelmente forçará a capacidade de oferta da Apple.

"A fila para o iPhone 5 era 70 por cento mais longa do que a fila para o iPhone 4S, apesar de a Apple registrar duas (vezes) mais pré-encomendas online", disse o analista Gene Munster, do Piper Jaffray. Ele espera que a Apple venda 8 milhões de novos smartphones no fim de semana.

As longas filas de compradores empolgados geraram otimismo em Wall Street. O Deutsche Bank elevou sua meta de preço para a ação de Apple de 775 dólares para 850 dólares, dizendo que "os indicadores de demanda estão tendo performance muito forte".

O iPhone é o produto de maiores margens da Apple e é responsável por metade da receita anual da companhia. A ação da Apple fechou em alta de 0,2 por cento para 700,09 dólares.

O JPMorgan estima que o celular pode gerar um impulso de 3,2 bilhões de dólares à economia norte-americana no quarto-trimestre --um impulso quase do mesmo tamanho de toda a economia de Fiji.

A rival da Apple e fornecedora de componentes Samsung tentou estragar a festa ao dizer que pretende adicionar o iPhone 5 a seus processos de patentes contra a Apple.

A Apple começou a aceitar pré-encomendas pelo iPhone 5 na sexta-feira passada, e registrou mais de 2 milhões de pedidos nas primeiras 24 horas --duas vezes as vendas no primeiro dia do iPhone anterior, o 4S. O período de entrega para encomendas online é de três a quatro semanas.   Continuação...