Huawei prevê salto de 30% na receita com aparelhos móveis

segunda-feira, 24 de setembro de 2012 10:50 BRT
 

SHENZHEN, 24 Set (Reuters) - A Huawei , segunda maior fabricante mundial de equipamento de telecomunicação e sexta de celular, prevê que a receita da unidade para consumidor final crescerá cerca de 30 por cento em 2013, ante os 9 bilhões de dólares estimados para este ano.

A fabricante chinesa planeja lançar neste ano ou no começo do próximo smartphones com sistema operacional Windows 8, declarou nesta segunda-feira o presidente-executivo da Huawei Device, Wan Biao, na sede da companhia em Shenzhen.

"Continuaremos a investir ativamente no próximo ano ou dois, e por isso será um grande desafio atingir alta lucratividade", disse Wan.

"Estamos prevendo que nossa divisão para consumidor final terá alta de 30 por cento no faturamento no ano que vem, e que a de smartphones crescerá 40 por cento", afirmou.

A Huawei acredita que as vendas de produtos eletrônicos como celulares e tablets crescerá 30 por cento neste ano, ante 6,8 bilhões de dólares do ano passado, segundo um alto executivo tinha dito em maio, acrescentando que esse segmento terá faturamento de 30 bilhões de dólares em cinco anos, com o que se equipararia à divisão de equipamento para telecomunicação.

Em meio aos esforços para aumentar a participação no mercado mundial, a empresa prevê embarcar mais de 100 milhões de celulares neste ano, dos quais 60 milhões serão smartphones.

Os smartphones atingirão 1,7 bilhão de unidades vendidas em 2017, ante 450 milhões no ano passado, dos quais 160 milhões serão vendidas em mercados emergentes, estimou nesta segunda-feira a consultoria Ovum.

Wan revelou que a Huawei planeja desenvolver um sistema operacional próprio para celulares, mas não detalhou um cronograma para o projeto.

(Por Lee Chyen Yee)