ENTREVISTA-Facebook busca capitalizar forte crescimento na A.Latina

quarta-feira, 3 de outubro de 2012 16:48 BRT
 

Por Esteban Israel

SÃO PAULO, 2 Out (Reuters) - O tamanho dos novos escritórios do Facebook em São Paulo dá uma ideia das expectativas da rede social na América Latina.

Há, no entanto, tanto espaço para crescimento que o vice-presidente do Facebook para a América Latina, Alexandre Hohagen, consegue dar a volta na localização em sua bicicleta de corrida italiana.

Fileiras de escritórios ainda sem estrear ocupam a metade do quinto andar de um moderno edifício no distrito financeiro de São Paulo, onde Hohagen e sua equipe de mais de 40 pessoas buscam traduzir em negócios o explosivo crescimento da rede social na América Latina.

"As coisas vão muito bem, muito acima das expectativas tanto em termos de usuários quanto em relação a negócios", disse o executivo em uma entrevista com a Reuters.

"Todos os países da América Latina estão crescendo muito e com uma penetração altíssima. A média de usuários na internet que estão no Facebook é muito maior do que no resto do mundo: 88 contra 56 por cento", acrescentou.

A rede social criada em 2004 por Mark Zuckerberg num dormitório da Universidade de Harvard cresceu viralmente na América Latina nos últimos dois anos, à medida que a classe média emergente passou a acessar o site.

O Facebook não divulga números, mas segundo o site de análise Socialbakers, a rede social tem mais de 175 milhões de usuários na América Latina, onde a rede social se expandiu cerca de 47 por cento no ano passado a um ritmo de 1,6 novos membros por minuto.

Uma penetração na internet menor do que 40 por cento e uma rápida absorção de tecnologia prometem anos de crescimento para a companhia de Menlo Park, Califórnia.   Continuação...

 
O vice-presidente do Facebook para a América Latina, Alexandre Hohagen, gesticula enquanto fala durante uma entrevista em São Paulo. 1/10/2012 REUTERS/Paulo Whitaker