Analistas cortam preço-alvo para ações da Zynga

sexta-feira, 5 de outubro de 2012 14:16 BRT
 

5 Out (Reuters) - Corretoras reduziram seus preços-alvos para as ações da Zynga em até 40 por cento depois que a desenvolvedora do jogo "Farmville" reduziu suas previsões para 2012 pela segunda vez devido a um declínio no número de consumidores que pagam pelos seus serviços.

As ações da companhia caíram 20 por cento, para a maior baixa no ano na Nasdaq nesta sexta-feira. As ações estavam operando perto de 2,30 dólares - uma fração da alta de 15,91 dólares que alcançou em março.

A maior parte da receita da desenvolvedora de jogos vem de títulos utilizados em computadores pessoais por meio da plataforma de jogos do Facebook. Seus jogos "FarmVille", "FrontierVille", "Zynga Poker", "Mafia Wars" e "CityVille" responderam por 83 por cento da receita total do ano passado.

Em julho, a empresa apresentou uma forte queda na receita do segundo trimestre, uma vez que lutava para reter os usuários no Facebook.

A porcentagem de usuários pagantes continua a cair com uma maior variedade de jogos gratuitos no Facebook, disse o analista Michael Pachter, da Macquarie Equities Research.

Os títulos para dispositivos móveis mais populares da Zynga, como "Words With Friends" e "Draw Something" geram menos receita e lucro para a companhia, disse em uma nota o analista da Stifel Nicolaus, Jordan Rohan.

A Macquarie Equities Research cortou seu preço-alvo para a ação da Zynga para 2,50 dólares ante 3,50 dólares. A Wedbush Securities cortou o preço-alvo para 4 dólares ante 7 dólares e a Evercore Partners cortou o valor para 1,70 dólar ante 2 dólares. Outras corretoras também reduziram o preço-alvo para cerca de 3 dólares.

Desde que abriu capital em dezembro, a companhia perdeu 75 por cento de seu valor de mercado.

(Por Neha Alawadhi em Bangalore)