Vendas de fim de ano serão cruciais para Nokia após 3o tri fraco

segunda-feira, 15 de outubro de 2012 10:21 BRT
 

Por Ritsuko Ando

HELSINQUE, 15 Out (Reuters) - A Nokia deve registrar mais um prejuízo trimestral nesta semana, segundo analistas, o que aumentará ainda mais a importância de sua disputa na temporada de festas de fim de ano contra as rivais Samsung Electronics e Apple, no segmento dos celulares inteligentes.

Os novos modelos de top de linha da Nokia, Lumia 820 e 920, vitais para a sobrevivência da empresa, chegarão às lojas em novembro, no momento em que as pessoas começam a comprar presentes de Natal e para outras datas festivas.

Acionados pelo sistema operacional Windows, da Microsoft, eles enfrentam séria concorrência do novo iPhone, da Apple, e do Galaxy S III, da Samsung.

Analistas afirmam que o presidente-executivo da Nokia, Stephen Elop, terá de definir uma estratégia de mercado convincente para os celulares Lumia, o que incluiria mais detalhes sobre as parcerias de venda com as operadoras de telefonia móvel, quando a companhia anunciar seus resultados em 18 de outubro.

No passado a maior fabricante mundial de celulares, a Nokia ficou para trás das concorrentes nos celulares inteligentes e acumula mais de 3 bilhões de euros em perdas operacionais nos últimos 18 meses.

A companhia finlandesa está depositando suas esperanças em uma parceria com a Microsoft, e em seu software Windows, no momento usado em três por cento dos celulares inteligentes globalmente, comparado aos dois terços do mercado detidos pelo Android, do Google.

A maioria dos analistas já previu que o terceiro trimestre da Nokia será fraco, sem os novos modelos Lumia para a ajudar a compensar a queda nas vendas dos modelos mais antigos de celulares inteligentes, acionados pelo sistema operacional Symbian.

"Estamos prevendo uma espécie de vácuo no terceiro trimestre. Além disso, existe uma queda muito rápida no volume de vendas dos aparelhos com Symbian", disse Hakan Wranne, analista do Swedbank, que recomenda compra de ações da Nokia.   Continuação...