Nintendo reduz projeção de lucro antes de lançamento do Wii U

quarta-feira, 24 de outubro de 2012 11:17 BRST
 

TÓQUIO, 24 Out (Reuters) - A Nintendo reduziu sua projeção anual de lucro em quase 50 por cento, na quarta-feira, devido ao efeito do iene forte e da queda nas vendas de consoles sobre seu faturamento enquanto a empresa prepara o lançamento do sucessor de seu console Wii, que ela espera ajude a reanimar o crescimento dos lucros.

Para o ano fiscal que se encerra em 31 de março que vem, a criadora do Super Mario reduziu sua projeção de lucro operacional dos 35 bilhões de ienes estimados em julho a 20 bilhões de ienes (251 milhões de dólares). O resultado de consenso entre 27 analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S é uma projeção de 27 bilhões de ienes em lucro.

O prejuízo operacional da empresa no trimestre encerrado em 30 de setembro caiu a 18,8 bilhões de ienes, ante 19,6 bilhões de ienes um ano antes, e se compara a uma projeção média de prejuízo de 16 bilhões de ienes de quatro analistas.

O Nintendo Wii U, sucessor do Wii, console que vendeu 100 milhões de unidades para a Nintendo, chegará às lojas dos Estados Unidos em 18 de novembro. A primeira oferta nova de hardware da Nintendo em seis anos conta com um controlador semelhante a um tablet, dotado de tela de toque e acesso a redes sociais, e permitirá que os usuários gravem programas de TV por meio do TiVo e outros sistemas de gravação digital.

Mas a crescente concorrência dos tablets e celulares inteligentes, que vêm conquistando participação cada vez maior nos jogos, um mercado de 78 bilhões de dólares ao ano, significa que a companhia japonesa, criada para produzir baralhos a mais um de um século atrás, talvez enfrente dificuldades para repetir o sucesso do Wii.

O sucesso ou fracasso do novo modelo também oferecerá pistas aos rivais Sony e Microsoft, quanto à capacidade de modelos mais avançados para resistir ao desafio dos aparelhos móveis.

A Nintendo anunciou na quarta-feira que sua meta é vender 5,5 milhões de consoles Wii U até 31 de março. Foi a primeira vez que a empresa revelou uma meta de vendas para o aparelho.

A empresa reduziu a projeção anual de vendas de seu portátil 3DS a 17,5 milhões de unidades, um corte de um milhão de aparelhos. A demanda fraca pelo novo 3DS, lançado em fevereiro do ano passado, forçou a companhia a reduzir seu preço em um terço, um ano atrás.

A empresa manteve a projeção de venda de 2,5 milhões de unidades do portátil Nintendo DS no período.

(Por Tim Kelly)