Avanço de dados móveis ajuda Telefônica no 3o tri

terça-feira, 6 de novembro de 2012 15:01 BRST
 

Por Sérgio Spagnuolo

RIO DE JANEIRO, 6 Nov (Reuters) - A Telefônica Brasil apresentou nesta terça-feira resultados operacionais do terceiro trimestre melhores do que os antecipados pelo mercado, ajudados pelo crescimento de 17,2 por cento no faturamento com dados móveis sobre um ano antes, em meio à forte demanda por serviços de Internet e mensagens SMS.

Com isso, o faturamento de total de serviços móveis cresceu 8,1 por cento, a 5 bilhões de reais, e voltou a ajudar a receita total da Telefônica, apesar da deterioração na telefonia fixa nos últimos trimestres.

A receita operacional líquida cresceu 2,1 por cento na comparação anual, fechando o trimestre a 8,46 bilhões de reais, ao passo que analistas previam 8,37 bilhões, em média.

"O segmento móvel seguiu contribuindo para expansão dos resultados da empresa, sobretudo, em serviços de maior valor agregado e dados", afirmou a equipe de análise da corretora Concórdia, em nota.

A maior demanda por serviços de dados, impulsionada pela crescente base de clientes móveis da Telefônica, auxiliou, inclusive, a operadora a lidar com uma queda anual de 7,1 por cento na receita média por usuário (Arpu) total do terceiro trimestre, a 22,2 reais.

Esse dado foi puxado para baixo pelo segmento de voz (queda de 9,8 por cento), prejudicado pelo ajuste da taxa de terminação fixo-móvel (VUM) e o aumento da base de pré-pagos e de planos de controle de gastos.

A maior operadora móvel do Brasil, que atua com a marca Vivo, registrou 76,8 milhões de linhas móveis no terceiro trimestre, 14,6 por cento a mais do que um ano antes.

Mas o diretor-geral da operadora, Paulo Cesar Teixeira, ressaltou nesta terça-feira que a empresa buscará priorizar a rentabilidade, com uma base de clientes de "maior qualidade".   Continuação...

 
Telefônica Brasil registrou perda de 30 por cento nos lucros do terceiro trimestre. 29/07/2010. REUTERS/Susana Vera