Google eleva recursos de venture capital para US$300 mi ao ano

quinta-feira, 8 de novembro de 2012 14:32 BRST
 

By Sarah McBride

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Google elevará o capital que destina à sua divisão de venture capital para até 300 milhões de dólares anuais, frente aos atuais 200 milhões, o que colocará o Google Ventures no primeiro escalão dos fundos empresariais de capital para empreendimentos iniciantes.

O acesso a esses consideráveis recursos significa que o Google Ventures poderá investir em mais rodadas posteriores de capitalização, que tendem a requerer fundos de dezenas de milhões de dólares ou mais por investidor.

Isso colocaria o Google em patamar semelhante ao de fundos de venture capital mais bem estabelecidos, como o Intel Capital, que tipicamente investe entre 300 milhões e 500 milhões de dólares anuais.

"Isso dará muito mais força aos nossos investimentos, se precisarmos", disse Bill Paris, sócio administrador do Google Ventures.

Parte do motivo para o aumento é que o Google Ventures é uma empreitada relativamente nova, iniciada em 2009. Algumas das empresas que o fundo apoiou dois ou três anos atrás já avançaram para novos estágios, o que potencialmente deve exigir injeções maiores de dinheiro para permitir que cresçam mais.

O Google Ventures adotou uma abordagem eclética, investindo em amplo espectro de empresas que variam da medicina à energia não poluente, passando por operadoras de cupons de descontos.

A cada ano, o fundo tipicamente banca de 40 a 50 empresas em primeiro estágio, tipicamente com investimento de menos de 250 mil dólares ou menos em cada, e realiza cerca de 15 transações com investimentos de até 10 milhões de dólares, disse Maris.

Um dos objetivos do fundo é realizar uma ou duas transações anuais com investimentos da ordem dos 20 milhões a 50 milhões de dólares, disse Maris.   Continuação...