China Electronics anuncia que cooperação com Sharp está suspensa

sexta-feira, 9 de novembro de 2012 17:13 BRST
 

PEQUIM, 9 Nov (Reuters) - A China Electronics anunciou que uma disputa territorial entre a China e o Japão resultou na suspensão de um plano de cooperação com a Sharp para a construção de uma fábrica de telas LCD avançadas - plano que a companhia japonesa posteriormente negou.

A cooperação para a produção de painéis LCD de décima geração foi aprovada pela principal agência chinesa de planejamento econômico mas "adiada por um motivo amplamente conhecido, que inclui a aquisição de ilhas pelo governo japonês", disse Rui Xiaowu, presidente do conselho da estatal China Electronics, a jornalistas, durante o Congresso do Partido Comunista em Pequim.

Mas Miyuki Nakayama, porta-voz da Sharp, posteriormente negou que esse plano de cooperação existisse.

"A Sharp não está envolvida nesse assunto", disse ela via e-mail.

A Sharp declarou no ano passado que sua colaboração com a China Electronics não havia avançado porque as autoridades chinesas só aprovariam a construção de uma fábrica de décima geração, e não de oitava geração como havia sido acordado anteriormente. A Sharp até o momento não se dispôs a exportar sua tecnologia mais avançada de painéis LCD.

O comentário anterior de Xiaowu havia sido interpretado como nova prova de prejuízo para uma companhia japonesa em função do recrudescimento da hostilidade contra o Japão na China.

As montadoras de automóveis japonesas reportaram queda de vendas na China desde a metade de setembro, quando o Japão decidiu tomar o controle de duas ilhas disputadas no mar do leste da China, conhecidas como Diaoyu em chinês e Senkaku em japonês, o que provocou violentos protestos e apelos pelo boicote a produtos japoneses na China.

A China Electronics e a Sharp formaram parceria em 2009 para produzir juntas painéis TFT-LCD de sexta e oitava gerações. Não foi anunciado qualquer acordo para substratos de décima geração.

Em abril, a TPV Technology, subsidiária da China Electronics, anunciou uma joint venture para a construção da primeira fábrica chinesa de TFT-LCD de décima geração.

A empresa não revelou de onde obteria a tecnologia para os painéis de LCD de décima geração, que é propriedade exclusiva da Sharp.

(Por Lin Qi e Li Ran, Tim Kelly em Tóquio)