Prazo para tornar rede 4G comercial está apertado, diz Claro

quinta-feira, 22 de novembro de 2012 16:40 BRST
 

SÃO PAULO, 22 Nov (Reuters) - O prazo para iniciar o uso comercial da rede de quarta geração de telefonia móvel (4G) nas seis cidades que vão receber a Copa das Confederações em 2013 está apertado, disse o presidente da operadora Claro, Carlos Zenteno, nesta quinta-feira.

"Uma preocupação que temos para cumprir a data de abril é a liberação de espectro do MMDS", disse ele a jornalistas.

A faixa de 2,5 gigahertz, ou MMDS, é atualmente usada para serviços de TV por assinatura. Segundo Zenteno, as operadoras de TV paga ainda precisam migrar seus clientes para liberar a faixa.

"Esse processo tinha que ser acelerado. O ideal seria que fosse em novembro. Temos cinco meses para poder fazer os testes", disse.

Questionado sobre o Plano Geral de Metas de Competição (PGMC) na telefonia, o presidente da Claro afirmou que a redução da VU-M --taxa paga para completar chamadas de linhas fixas para móveis-- levará a uma revisão da estratégia de negócios das operadoras de telecomunicações.

"Estamos analisando o conteúdo (do PGMC), mas a redução da VU-M sempre gera preocupação, porque significa redução de receita das companhias", disse. "Isso sempre gera preocupação porque as companhias vão ter que reformular estratégias de negócios para ter mais receitas."

(Por Roberta Vilas Boas)