Operadoras de TV paga investirão R$2,5 bi em 2013

quarta-feira, 28 de novembro de 2012 18:13 BRST
 

Por Tiago Pariz e Sérgio Spagnuolo

BRASÍLIA/RIO DE JANEIRO, 28 Nov (Reuters) - As principais empresas de TV paga do Brasil detalharam seus planos de ações para melhoria na prestação de serviços, comprometendo-se a investir cerca de 2,5 bilhões de reais em 2013 para implementação desses programas, informou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quarta-feira.

Os investimentos comprometidos para o próximo ano incluem os montantes originalmente programados e os necessários para colocar os planos de ações em prática, disse a autarquia.

Apresentaram seus planos de melhora: SKY, Net, Oi TV, GVT, Claro TV e Vivo TV, sendo que apenas a Algar o fará até o próximo dia 3. A agência lançou ofensiva sobre a qualidade dos serviços de televisão por assinatura do país no final de setembro, dando prazos de 30 dias para que as operadoras apresentassem planos de ação e investimentos no setor.

De acordo com relatório da Anatel, a meta é de 0,65 reclamação a cada 1000 assinantes, ao passo a maioria das operadoras fica acima de uma reclamação de janeiro a julho deste ano. As que receberam mais queixas no período foram Oi TV e GVT.

Em julho, por exemplo, a Anatel ressaltou que foram registradas na central de atendimento da Anatel 14,8 mil reclamações relacionadas a TV por assinatura, bem acima das 9,6 mil que seriam aceitas pela agência.

Com base nesses dados, é preciso haver uma redução de 35,21 por cento no número de reclamações para atingir a meta, mas a Anatel ainda não vê motivos para sanções mais extremas como a suspensão das vendas.

PLANOS DAS OPERADORAS

A Net, maior fornecedora de serviços de TV paga do país em número de assinantes, identificou entre os principais motivos das reclamações a qualidade do sinal, cumprimento de agenda, informação correta sobre a mensalidade e tempo e qualidade de atendimento.   Continuação...