Guatemala detém pioneiro de software antivírus McAfee

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 10:45 BRST
 

Por Sofia Menchu e Lomi Kriel

CIDADE DA GUATEMALA, 6 Dez (Reuters) - A polícia da Guatemala deteve o norte-americano John McAfee na quarta-feira por entrar ilegalmente no país e disse que vai tentar mandá-lo de volta para o vizinho Belize, de onde ele saiu enquanto era procurado para responder sobre a morte do vizinho.

McAfee, que estava foragido há três semanas, atravessou a fronteira para a Guatemala com a namorada de 20 anos para escapar das autoridades de Belize que estão atrás dele para interrogá-lo como "pessoa de interesse" sobre o assassinato do também norte-americano Gregory Faull.

"Ele entrou ilegalmente no país e vamos buscar a expulsão dele por esse crime", disse o Ministro do Interior Mauricio López Bonilla. McAfee foi detido pela polícia guatemalteca e um membro da Interpol dentro do hotel Intercontinental na Cidade da Guatemala.

Um dos primeiros empreendedores do Vale do Silício a conquistar uma fortuna com a internet, o empresário de 67 anos ganhou milhões de dólares através do software antivírus que carrega seu nome.

A vida de McAfee tem sido marcada por polêmicas nos últimos anos, mas não existe mandado de prisão contra ele. A polícia de Belize diz que ele não é um suspeito principal.

Fernando Lucero, porta-voz do departamento de imigração da Guatemala, descartou uma deportação imediata para McAfee. O advogado do empresário, Telesforo Guerra, estava buscando um habeas corpus para libertá-lo e o norte-americano disse em seu blog (www.whoismcafee.com) que ele não voltaria a Belize até que um juiz de corte superior avaliasse seu caso.

McAfee foi levado a uma residência de propriedade do departamento de imigração, sob proteção de um pequeno grupo de policiais.

Ele vinha buscando asilo político na Guatemala, que trava uma prolongada disputa territorial com Belize.

(Reportagem adicional de Gabriel Stargardter)

 
John McAfee foi preso na quarta-feira por entrar ilegalmente na Guatemala e será enviado de volta para o Belize. 05/12/2012 REUTERS/Jorge Dan Lopez