Guatemala deporta empresário McAfee para os EUA

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012 20:49 BRST
 

CIDADE DA GUATEMALA, 12 Dez (Reuters) - A odisseia do foragido John McAfee entrou em um novo capítulo com a decisão das autoridades da Guatemala de deportá-lo para os Estados Unidos. O ex-milionário do Vale do Silício, de 67 anos, é suspeito de matar um compatriota em Belize.

Ele estava detido há uma semana na Guatemala, onde apareceu depois de passar quase um mês foragido das autoridades de Belize depois da morte de Gregory Faull, que era seu vizinho na ilha caribenha de Ambergris Caye.

Durante a fuga, McAfee entrava na Internet para deixar frases edificantes e pitorescas revelações sobre sua vida imprevisível.

"Estou feliz de ir para casa", disse McAfee a jornalistas, vestindo um terno preto, enquanto era escoltado pela polícia até o aeroporto da Cidade da Guatemala, na tarde de quarta-feira. "Fugi por florestas, rios e mares, e acho que preciso descansar um tempo. E estou na cadeia há sete dias."

Logo depois, ele disse à Reuters que havia embarcado em um avião para Miami e estava esperando a decolagem.

A polícia de Belize deseja interrogar McAfee como uma "pessoa de interesse" na investigação da morte de Faull, embora os advogados do guru da tecnologia tenham conseguido bloquear uma tentativa da Guatemala de extraditá-lo diretamente para lá.

McAfee foi originalmente detido por entrar ilegalmente na Guatemala, na companhia da sua namorada, uma belizenha de 20 anos.

(Por Sofia Menchu e Mike McDonald)