ANÁLISE-Smartphones continuam ascensão no Brasil e animam operadoras

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012 13:07 BRST
 

Por Sérgio Spagnuolo

RIO DE JANEIRO, 13 Dez (Reuters) - Apesar do maior endividamento do consumidor e de uma previsão de que ele será mais cauteloso em suas compras de Natal, o mercado de smartphones continuará sua trajetória de forte alta neste fim do ano e em 2013 no Brasil.

Com previsão de crescimento contínuo de dois dígitos no curto prazo, o mercado de smartphones anima as fabricantes de aparelhos e também as operadoras móveis, de olho no aumento da oferta de pacotes de dados móveis e com a chegada do iPhone 5 no país na sexta-feira, dia 14.

Mas não apenas o produto da Apple --entre os mais caros do mercado-- terá chance no mercado brasileiro. As faixas de celulares inteligentes mais simples também devem ter sucesso.

"O (mercado do) Brasil é tão grande que todas as faixas de smartphones têm grande potencial de mercado, até a faixa de high end (mais sofisticada) é muito interessante", disse o analista Fernando Belfort, da consultoria Frost & Sullivan.

Segundo ele, para fabricantes e varejistas os smartphones mais simples (até 500 reais) ou de sofisticação média (na faixa de 500 a 1 mil reais) são os dispositivos que mais podem colaborar em termos de receita, enquanto os aparelhos mais refinados (a partir de 1 mil reais) têm maiores margens.

A consultoria espera vendas de 15,5 milhões de smartphones no Brasil em 2012, alta de mais de 55 por cento sobre o ano passado. Para 2013, o total deve chegar a 21,4 milhões de unidades.

E quem compra smartphones vai querer utilizar o máximo possível de seus recursos, o que inclui acessar a Internet e baixar dados, com a contratação de pacotes de Internet móvel.

"Apesar do esforço e da ginástica (das operadoras) para poder rentabilizar melhor a receita com voz, a maneira de rentabilizar as redes é trafego de SMS e de dados", afirmou a analista Elia San Miguel, do Gartner.   Continuação...