Apple reduz pedidos de peças para iPhone 5 por demanda fraca--mídia

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 10:28 BRST
 

14 Jan (Reuters) - A Apple reduziu os pedidos de telas LCD e outros componentes do iPhone 5 no atual trimestre, diante da baixa demanda, publicou o jornal japonês Nikkei nesta segunda-feira, em novo sinal de que a companhia norte-americana está perdendo terreno para rivais asiáticas nos smartphones.

A Apple pediu que Japan Display, Sharp e a sul-coreana LG Display reduzam para cerca de metade o fornecimento de telas LCD, ante plano inicial de cerca de 65 milhões de telas para o primeiro trimestre, afirmou o jornal, citando pessoas familiarizadas com a situação e acrescentando que a empresa norte-americana também reduziu os pedidos de outros componentes.

Caso confirmada, a medida comprovaria afirmações de analistas, segundo os quais as vendas do iPhone 5 --lançado em setembro-- não vêm sendo tão fortes quanto se esperava.

A Apple perdeu terreno no mercado mundial de smartphones, que movimenta 200 bilhões de dólares ao ano, para a rival sul-coreana Samsung Electronics e concorrentes chinesas menores, como Huawei Technologies e ZTE.

A Samsung anunciou na semana passada que as vendas de seu principal modelo, o smartphone Galaxy S, haviam superado 100 milhões de unidades desde o lançamento do primeiro modelo da série, em maio de 2010. O Galaxy S3, lançado em maio de 2012, vendeu mais de 40 milhões de unidades em sete meses.

A expectativa geral é de que o Galaxy S IV seja lançado dentro de meses, e ele pode contar com tela inquebrável e de alta resolução, da ordem de 440 pixels por polegada, e com um processador mais poderoso.

A Samsung ultrapassou a Apple, ajudada em parte pela popularidade do Galaxy Note II, uma combinação de tablet e smartphone, o que reforça os benefícios de oferecer uma linha mais ampla de produtos em todas as faixas de preço, enquanto a Apple no ano passado lançou apenas um smartphone novo no mercado mundial, disseram analistas.

A expectativa é que a Samsung eleve suas vendas de smartphones em mais de um terço este ano e que amplie a vantagem sobre a Apple, de acordo com o grupo de pesquisa Strategy Analytics, que previu vendas de 290 milhões de unidades de smartphones Samsung em 2013, ante 180 milhões de iPhones.

O analista Kim Sung-in, da Kiwoon Securities, em Seul, estima que a Samsung embarque 320 milhões de celulares este ano e que dobre as vendas de tablets para 32 milhões de unidades.