Windows 8 não consegue revitalizar mercado de PCs, diz Gartner

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 12:31 BRST
 

LONDRES, 14 Jan (Reuters) - Os consumidores durante a temporada de compras de fim de ano evitaram os desktops Windows 8 e notebooks em favor de tablets e smartphones, gerando uma queda de 4,3 por cento nas vendas de PCs no quarto trimestre, disse a companhia de pesquisa Gartner nesta segunda-feira.

Mundialmente, as vendas de PCs caíram para 90,3 milhões de unidades nos últimos três meses de 2012, de acordo com a Gartner, indicando que o setor estava sofrendo com uma mudança nos hábitos de consumo assim como com uma economia global mais fraca.

"Os tablets mudaram drasticamente o cenário de dispositivos para PCs, não tanto por 'canibalizar' as vendas de PCs, mas por causar uma mudança no consumo de PCs para tablets ao invés da substituição dos antigos PCs", disse o analista Mikako Kitagawa, do Gartner.

"Considerando que, uma vez, imaginamos um mundo em que os usuários individuais teriam um PC e um tablet como dispositivos pessoais, cada vez mais suspeitamos que a maioria das pessoas vai mudar sua atividade de consumo para um tablet pessoal e realizará suas atividades em um PC compartilhado".

A indústria esperava que a nova versão do Windows, da Microsoft, lançado em outubro, revitalizasse o setor, atingido pela concorrência de tablets e smartphones durante o ano passado.

Mas a Gartner disse que o novo sistema operacional não teve impacto significativo nas vendas do trimestre, em parte, porque os dispositivos Windows 8 carecem da emoção causada pela interface touch screen encontrada em tablets.

(Por Paul Sandle)